Quando a loucura vem à tona.

Se você fosse chamado de louco em tom de seriedade qual seria a sua primeira reação? É bem provável que você ficasse “irritado” não é mesmo? Penso que sim kkk. Mas você já parou para pensar um pouco que muitos que realmente estão doentes internados em hospitais, CAPS e outros são chamados de “louco” a todo o momento, até mesmo por você que ficou irritado. A loucura em toda a sua história foi contada em diferentes formatos desde a Grécia Antiga perpassando pelo renascimento, idade média até os dias atuais, mas o louco sempre louco.




Interessante que somente na Grécia antiga o “louco” era reconhecido como alguém importante para a sociedade, pois a palavra do “louco” era levada em consideração pela população grega, o que tinha demais na cultura Grega que não excluía a “loucura”? Quem sabe não é? Kkk a filosofia trata essas questões de forma interessante relembro-me uma passagem de um filosofo que pensava a loucura como um novo estado do homem, questionava-se louco não fosse a grande massa e o teoricamente “louco” não fosse um “estado” mais avançado na intelectualidade humana, seria os “loucos” sábios? Ou somente sofredores de uma doença crônica incurável?




A loucura perpassa na história ganhando alguns “Status” e até mesmo definições que nos remetem a pensar e questionar a “loucura” na Idade Média época conturbada com o poder centrado na Igreja Católica. E a relação da cultura nesta época estava relacionada com um teor sobrenatural misturada com a Fé e Espiritualidade. Pare e pense um pouco!!! Quem nunca ouviu algum comentário que os “loucos” na Idade Média estavam possuídos por forças “divinas” ou “diabólicas” O que me chama atenção é a possibilidade de relacionarmos com nossa atualidade, na qual pensamos a psicose: ESQUIZOFRENIA caso você em algum momento você lê-se o CID 10 ou DSM4 você perceberia que os portadores diagnosticados apresentam alucinações visuais e auditivas acompanhadas de delírios que muitas das vezes possuem um teor “sobrenatural” não é verdade, mas será que esses sintomas não foram “herdados” ao longo do tempo? Da mesma forma que o nosso celebro herdou o medo desde a era primitiva.




De fato, a loucura sempre foi um estereótipo criado para excluir “aqueles que perturbavam a paz na comunidade” lembrando-se do Alienista do Machado de Assis e o Sr Bacamarte, que conta uma história bem parecida àquela que Foucault  conta na história da psiquiatria, ah!! Pelo menos pra mim, assemelham um pouco, quando ele o filósofo citado conta como era tratados os “loucos” na época do hospital geral, manicômios e os maus tratos que eram submetidos durante o início da psiquiatria por não serem considerados “humanos” como eles. Além de serem jogados em quartos com condições deplorável os profissionais que cuidavam usam métodos um tanto estranho na tentativa de curar como, por exemplo: A cura da doença mental através da aplicação da Glicose na tentativa de “resertar” a doença muitas das vezes finalizada de forma fatal, o bom nisso não sabe tem, era que essa prática contribui para o tratamento do diabetes. Não a glicose era alternativa para o desejo de cura, o eletrochoque também era alternativa viável a época, mas como o primeiro exemplo matava-se mais do que curava.




A história da loucura é louca e triste ao mesmo tempo na qual se faz necessário a prática de reflexão diária e saber se posicionar no lugar do outro, muitas das vezes nós que somos considerados “normais” pela sociedade julgamos aqueles que nem sabe da nossa existência até o momento que somos maldosos com eles. Pessoas que possuem algo especial: Usuários do CAPES merece a nossa admiração e respeitos diariamente, pois são vencedores a todo o momento, pois, basta você ser gentil para que possam abrir um belo sorriso. A História da loucura é um tanto surpreendente é um sinônimo de luta diária desde Pinel e Basaglia que foram os principais nomes da nossa história que contribuiu para trazer uma “solução” para aqueles que sofrem de transtornos mentais.
A reforma psiquiátrica é o resultado dessa luta durante toda a história, muitas vitória e derrota foi acometida nessa jornada, com reformulação de lei, decretos e SUS que tentam a todo o momento encontrar um meio respeitoso a todos que sofrem em casa de repouso, e hospital com ala psiquiátrica. O caps 1, 2, 3 é resultado da reforma é um espaço destinado a fazer-se o bem além de terapias concentra na prática do bem aos seus usuários, inclusive no Brasil com a LUTA ANTIMANICOMIAL que visam a melhora do cuidado e espaço.




Escrever sobre loucura é um tanto estranho não é verdade esse texto se aproxima mais de um pensamento que veio à tona num momento de relaxamento mental “ almoço” kk claro que isso tudo não resume quase em nada quando tratamos da “loucura” pois é abrangente até demais penso que relaciona por diversos campos cientifico até chegar a uma definição, mesmo assim, me chama atenção quando penso nesse assunto um geógrafo que admira a psicanálise; e psicologia e a sua grandiosidade.




Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *