Existe Hacker Ético?




Você alguma vez já ouviu falar na palavra Hacker?  Sabia que a palavra Hacker foi usada pela primeira vez para homenagear os profissionais que eram destaques em sua área de atuação? Porem hoje essa palavra está associado aos Gurus da Informática. É bastante comum a mídia usar a palavra hacker para caracterizar uma prática criminosa ou cara extremamente perigoso, mas vejamos: Existe pessoas de vários tipos não é verdade? Boas, Ruins, humildes e em todos os segmentos que compõe a nossa sociedade correta? Mas parou e pensou que possa existir um “Hacker bonzinho” ou ético como o próprio título nos traz. Mas você pode até não ver a ética no hacker, e nem aceitar essa o que será discutido aqui e nem que você mude sua opinião por causa de um simples post, mas convido você que se dedicou a ler até esse ponto para fazermos algumas explanações, no intuito de promover um debate e por consequência um novo “conteúdo”




Mas antes de começarmos gostaria que você respondesse uma pequena indagação: Você compraria algum produto que nunca foi testado? Bem!! Acredito que sua resposta é igualmente a minha, “claro que não”, é fácil responder, por não ter nenhuma garantia da confiabilidade ou durabilidade. Pois é isso que o hacker ético existe ele vai fazer para a gente esse teste só que o produto ou objeto que ele irá testar será a rede apenas. Chamaremos esse profissional de Hat White Hacker (Chapéu Branco Fuçador)




Mas o que nos remete a tão indagação é que a palavra HACKER, sempre foi usada de forma errônea por parte da mídia em geral, acreditavam que esses profissionais causavam caos na rede na década de 70 e 80 nos Estados Unidos causando alguns probleminhas.  Penso que essa cultura de Hacker ético está começando a ganhar força, pois algumas instituições de certificação internacional já o qualificam profissionalmente e muitas empresas já o visam como uma profissão “promissora” nesse mercado tão caótico que está a  informática. Para deixar bem claro a diferença entre esses dois profissionais o chamaremos de Hat White Hacker, aquele que segue as normas da ética e Black Hat Hacker aquele que causam destruição total na rede, apesar dessas denominações serem aceita apenas nos Estados Unidos, dá para entender a real intenção desses “profissionais” Aqui no Brasil essas qualificações não são conhecidas  é bem nítido os sites especializados na área da informática ter outra denominação:




Hacker o bom e o Cracker o mal, mas como a mídia mistura tais definições mal sabemos quem é quem.  Então o que intitula uma atividade hacker/Craker criminosa? Sabemos  que existe algumas fases para que a pessoa se torne um Hacker profissional, da mesma forma que um estudante presta vestibular e gradua em uma área tornando habilitado ao mercado de trabalho, o iniciante a hacker passa por uma espécie de “Graduação” ou fases para ser aceito na comunidade, tendo sua iniciação no início da fase adolescente/ adulta, vejo o como um entusiasta, geralmente nerd, gosta muito de revista em quadrinhos, animes e bem cedo já estar interagindo com os códigos html, visualbasic, esse mesmo iniciante descobre o mundo virtual através das suas aventuras na rede, onde começam a entender como funcionam toda a estrutura, cursos de informática não é mais preciso para esse estudante, pois para ele qualquer curso de nível intermediário para baixo já é obsoleto, é nesse momento que que o estudante decide se quer seguir carreira ou abandona de vez essa área.




Esta fase o estudante já está “amadurecido” e define muito bem o que é rede como funciona, sistema operacional, Hardware e Software em geral, a partir daqui ele se dedicará a aprofundar-se em teorias e várias técnicas,  pois precisa estar ciente de todos os passos que fará daqui por diante. Depois da fase iniciante o estudante já se tornará um pre-hacker, assim podemos dizer, ele estará apto a aprender programação avançada e  nova a cada dois meses e domina-la por completo, ter entendimento sobre as diferentes plataformas (sistemas operacionais) e redes, num máximo de 1 a 2 anos e meio estará fazendo seus próprios script, Exploit e fazendo varredura na rede. Voltando a nossa “interpretação”




Até esse ponto todos nós já estamos acostumados a ouvir sobre essas fases, nessa mesma época colegas, amigos já o chama de Hacker ou Programador. Bom!! pensamos que essa fase é a época de escolha, dependendo muito da sua índole e visão de mundo e pessoa que tem, fazendo-se uma auto-avaliação, agora construirei uma internet melhor ou destruirei o que os outros construíram? depois disso ele seguirá a sua “carreira”.  Remetendo alguns questionamentos sobre a pratica Hacker, e trazendo o que já foi escrito em paragrafo anterior pensaremos um pouco????!!! se um programador “Invade” uma rede , olha, tem acesso, porém não mexe em nada deixando como estava ele cometeu crime? Pensamos outro exemplo: 6 crianças estão jogando futebol na rua e por descuido a bola caiu no quintal do vizinho e uma criança pula o muro do quintal, pega a bola e sai sem mexer em nada ela cometeu crime? Claro que tudo isso depende de várias circunstancias. Para o hacker ético isso não delimita crime, pois o entendem como forma de aprendizado pois o conhecimento é livre para todo,  é o que importa o aprendizado, desde que não cause nenhum dano a rede ou a alguém, muitos acreditam fielmente que toda invasão ela é criminosa? Você concorda? E aí leitor em qual pensamento você compartilha?




O QUE O HACKER ÉTICO FAZ?

Bom!!

Montando o texto ainda…

Montando o texto ainda…

 

Aproveite e conheça o nosso Canal no Youtube

Dica para deixar o seu computador mais rápido

Facebook Comments

1 thought on “Existe Hacker Ético?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *