Você conhece alguém que tem TOC? O caso de David Adam




Caso de David Adam, Pós-graduação em Saúde, 2016.

O caso de David Adam, um dos mais célebres escritores britânicos que possuía TOC.

O transtorno obsessivo compulsivo é um dos transtornos comum em nossa sociedade. Segundo o CID 10 (Classificação de Transtorno Mentais e do Comportamento), O transtorno Obsessivo-compulsivo, F42, são ideias, imagens ou impulsos que entram na mente do indivíduo repetidamente de uma forma estereotipada. Eles são quase invariavelmente angustiantes (por que são violentos ou obscenos ou simplesmente por que são percebidos como sem sentido) O TOC pode se manifestar em diferentes situações geralmente precisa-se de um “gatilho” para iniciar todo o processo, na qual o paciente apresenta pensamento persistentes, entrando num estado de ansiedade intensa, ou “paranoia” devido ao desgaste mental e a intensidade dos pensamentos obsessivos, variando entre simples manias e obrigações, até cumprir rituais para aliviar a sua tensão.




toc       TOC-teste




O Pensamento que se chama de obsessivo necessariamente é definido como pensamento persistente, aquele que não sai, no caso do David Adam, que durante a sua juventude estava a cursar ensino universitário, teve o seu início do seu problema logo após a um convite que uma jovem atraente e veterana da universidade, logo ter chamado a sair e jantar, ao chegar no dia seguinte contara aos seus amigos, mentindo que tinha “ficado” e tivera feito sexo sem preservativo mesmo sem o fizera. A implantação do transtorno ou o gatilho que citei foi definida por um pequeno jogo de palavras “Amigo, você deve ter pegado Aids”, onde tudo começou a “decair” na vida do Adam, alastrando –o em pensamento angustiante, ao ponto de se importar com um pequeno ferimento na perna ou no braço, o transtorno o forçava a fazer “algo” que eram muitas as vezes sem sentido, chegando ao ponto a ligar para controles e prevenção à Aids de todo o país, até que tenha certeza de não ter “pegado” mais os pensamentos obsessivos tiravam a sua paz. O transtorno apresenta sintomas bem característicos, alguns de modo até inusitado como: Olhar embaixo da cama diversas vezes, comprar demais, usar objetos da “sorte”, rezar excessivamente, lavar as mãos diversas vezes, “chegar” o gás da cozinha para ter certeza se não estava vazando e como consequência explodir a cozinha. Muitos das pessoas que possui o transtorno, possui muito dedução a coisas pequena e imagina grande catástrofes.




oniomania-transtorno-do-comprador-compulsivo-2      




Cerca de 3% da população apresentam sintomas comum ao do Adam, apesar de que acredito que essa estatística ser maior, devido ao estigma social, ou ser taxado de “doente mental” que chega a ser absurdo, devido a compreensão por parte das pessoas, outros por medo, agravando ainda mais o seu estado. O David Adam é um bom exemplo de superação, apesar de que ele guardou por mais de 10 anos, mas ao lança o seu livro é comprovado que o medo de ser taxado socialmente, é um grande empecilho, até o próprio escrito surpreende-se quando recebe várias mensagens de apoio e muitos se revelam possuidor do transtorno que apresentavam os mesmos sintomas.




O exemplo de David deve ser seguido e procurar ajuda médica, o seu alivio é maior e melhor do que qualquer taxação publica, não há necessidade de publicar para o mundo, mas que procure uma orientação dos especialistas, e viva bem, com bom estar emocional, e uma mente tranquila, isso vale mais do que tudo não há dinheiro que pague segundo Adam. Para conhecer um pouco mais da história de David Adam segue o link da matéria que tive como referência.

http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2015/07/1657452-ter-toc-nao-e-engracadinho-como-no-cinema-diz-autor-de-livro-sobre-tema.shtml

http://veja.abril.com.br/noticia/saude/como-e-a-vida-com-toc-novo-livro-responde/

CID 10 (Classificação de transtorno Mentais e do Comportamento) Descrições clínica e diretrizes diagnósticas.




Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *